Image

Grupo TIGRE – Tático Integrado de Grupos de Repressão Especial

O Grupo TIGRE esteve presente no evento que aconteceu nesse último final de semana (22) e (23) no Clube de Campo Santa Mônica, em Curitiba/PR.

A Base de Comando Móvel trouxe ao público o material de uso diário do Tático Integrado Grupo de Repressão, da Polícia Civil do Paraná.

Luis Fernando Viana Artigas Jr. atual Diretor de Tiro do Clube Santa Mônica e também Delegado do Grupo TIGRE, identificou uma excelente oportunidade para aproximar os visitantes desse evento do dia a dia de nossa polícia de elite!

No evento tivemos a presença dos Atletas do Tiro na 6º Etapa do Campeonato Paranaense de IPSC, Demonstração de Armas da Taurus, comercialização de produtos da loja Az de Espadas, Relançamento da Ed. Especial da Revista Magnum 1911 com Lincoln Tendler, entre outras atrações!

 

DSCN8257DSCN8286DSCN8273DSCN8272DSCN8266DSCN8267DSCN8260DSCN8265DSCN8259DSCN8281DSCN8284DSCN8263DSCN8283DSCN8262DSCN8261DSCN8282DSCN8258DSCN8294DSCN8270DSCN8296DSCN8285DSCN829820264983_1618347781542859_638138714608106638_n

Image

Em meio a lágrimas, proposta não previne a tal carnificina americana.

Foto: Reprodução Youtube White House

Foto: Reprodução Youtube White House

O presidente americano Barack Obama começou o ano de 2016 e o último ano de seu mandato, com anúncio de novas medidas executivas (no Brasil, medida provisória) para restringir e controlar a venda de armas. Só para constar, já existem mais de 300 milhões de armas em circulação nos EUA, em média 1 por habitante.

 
O plano do governo é de intensificar o controle de registro federal e de um sistema de verificação de antecedentes dos que querem comprar ou/e comercializar armas de fogo, incluindo aqueles que vendem online ou em feiras. Atualmente só existe registro federal para comerciantes de lojas físicas, ou seja, as vendas particulares não são regularizadas.

É previsto também que mais dados sobre problemas psiquiátricos sejam submetidos a esse sistema de verificação, um aumento de investimento para os tratamentos necessários e contratação de efetivos no Sistema Nacional de Verificação Rápida de Antecedentes Criminais (NCIS), Agência de Álcool, Tabaco, Armas de Fogo e Explosivos (ATF), FBI e Polícia.

 
No meio de seu discurso em Washington (5), Obama relembrou alguns dos ataques que os E.U.A sofreu e chorou quando mencionou o ataque de 2012 à escola Sandy Hook, em Newtown. Já em sua conta no Twitter, fala em acabar com a carnificina nos E.U.A.. Estratégico ou não, parece que Obama precisou de algum apelo mais forte e emocional, já que está sem o apoio da população, sem bons argumentos e sem dados estatísticos oportunos.

Sobre essa questão da lei do acesso e porte de armas, já houveram várias batalhas entre Obama e Congresso, este formado, em sua maioria, por republicanos contrários a qualquer tipo de controle de acesso as armas. Isso não é tudo que Obama gostaria de fazer, e nem conseguiria fazer mais que isso ao enfrentar o inflexível lobby armamentista, como diriam os difamadores. Criticando o poder da indústria armamentista, Obama disse: “O lobby das armas pode ter o Congresso como refém, mas não pode ter a América“. Hum, será que a América está contigo nessa, Mr. President?

 
A NRA (Associação Nacional do Rifle) já se pronunciou em nota: “Os americanos não precisam de mais discursos emocionantes e condescendentes que ignoram completamente os fatos. Os homens e mulheres da NRA não ficam atrás de ninguém no que diz respeito a manter a segurança de nossas comunidades. O fato é que as propostas de Obama não teriam prevenido nenhum desses atos horríveis que ele mencionou.” A NRA sim, representa milhares de americanos que valorizam a Segunda Emenda constitucional e o direito à legítima defesa.

 
Nos Estados Unidos o voto não é obrigatório, ou seja, só ganha a eleição quem motiva as pessoas a saírem de suas casas para votar e defender seus interesses. Americanos, em sua maioria, republicanos ou não, são fanáticos por armas de fogo e acabaram de ganhar um bom motivo para eleger alguém contrário a essas medidas. Na minha opinião, esse é um tiro que vai sair pela culatra.

 
Ontem (7), Obama participou de um fórum transmitido pela Cable News Network (CNN) para discutir sobre as medidas do controle de armas e negou que o objetivo seja restringir o direito dos cidadãos de se armar. Na plateia: donos de armas, vendedores e vítimas. A NRA negou-se em participar do debate.

 
Assista partes de seu discurso nos links a seguir:

http://globoplay.globo.com/v/4724608/

http://edition.cnn.com/2016/01/07/politics/gallery/obama-town-hall/index.html

http://edition.cnn.com/2016/01/07/politics/obama-gun-control-town-hall-takeaways/index.html

http://edition.cnn.com/2016/01/07/politics/transcript-obama-town-hall-guns-in-america/index.html

http://edition.cnn.com/videos/politics/2016/01/08/obama-guns-in-america-town-hall-ownership-ac-01-sot.cnn

http://edition.cnn.com/videos/politics/2016/01/08/obama-guns-in-america-making-guns-safe-town-hall-ac-05.cnn

http://edition.cnn.com/videos/politics/2016/01/08/obama-guns-in-america-terror-prevention-town-hall-ac-06.cnn

http://edition.cnn.com/videos/politics/2016/01/08/obama-guns-in-america-crying-newtown-shooting-town-hall-ac-07.cnn

http://edition.cnn.com/videos/politics/2016/01/08/obama-guns-in-america-conspiracy-town-hall-ac-09.cnn

http://edition.cnn.com/videos/politics/2016/01/08/obama-guns-in-america-chicago-town-hall-ac-02.cnn

 

Anny Passos

08/01/2016

Apresentação do relatório que altera o Estatuto do Desarmamento (10/09/2015)

O relatório de Laudívio Carvalho sobre a revogação do Estatuto do Desarmamento foi apresentado ontem (10/09) em reunião da comissão especial na Câmara dos Deputados.

O relatório apresentado abrange pontos sobre a posse, o porte, o comércio e a importação de armas de fogo. Listamos abaixo alguns desses principais pontos:

  • A quantidade máxima de arma de fogo por pessoa física (06) e a quantidade máxima de munições ao ano (50) foram mantidas conforme Estatuto do Desarmamento.
  • A Polícia Federal continua com a responsabilidade da autorização do porte, mas não haverá mais a Declaração de Efetiva Necessidade, a tal discricionariedade. Isso que dizer que a PF não pode mais negar um pedido se estiver tudo Ok.
  • A União pode estabelecer convênios com os Estados e Distrito Federal para implementar órgãos executivos estaduais e distrital, como a Polícia Civil, para que possam também fazer os Registros.
  • O Registro da arma de fogo será definitivo, ou seja, não precisa ser renovado de 3 em 3 anos como é exigido atualmente.
  • Reduz a idade mínima para aquisição de arma de fogo de 25 para 21 anos. Sobre esse item, uma das justificativas do relator Laudívio, foi a redução da maioridade aprovada na Câmara. Se uma pessoa com 16 anos já pode responder por um crime, um cidadão de bem não precisaria esperar até os 25 anos para adquirir uma arma defesa pessoal, familiar e patrimonial.
  • A validade do porte de armas passa de 5 para 10 anos e não será mais vinculado a uma arma específica, e sim por categoria. Para a aquisição do porte será exigido o teste psicológico e 10 horas/aula de teoria e prática antes de realizar o teste.

Deputados Afonso Hamm, Alessandro Molon, Capitão Augusto, Delegado Edson Moreira, Flavinho, Guilherme Mussi, Ivan Valente, Luiz Couto, Ronaldo Martins, Silas Freire e Subtenente Gonzaga pediram vista conjunta, isso significa que, integrantes da Comissão Especial querem até semana que vem para analisar e debater com maior profundidade esse texto, para só depois, votar. A votação está prevista para a próxima quinta-feira (17/09).

Ainda não é o ideal e talvez não seja o que a maioria estava esperando, mas passo a passo vamos lutando e transformando o cenário que todo o cidadão de bem tem direito. Estamos caminhando!

—————————————————————————————————–

Leia na íntegra o substitutivo apresentado lá no site do MVB: http://www.mvb.org.br/userfiles/Substitutivo_PL_3722.pdf

Laudívio Carvalho em entrevista no programa “Com a Palavra” na Rádio Câmara falando sobre as mudanças no Estatuto do Desarmamento: http://on.fb.me/1geITpT

Lucas Silveira do Instituto Defesa comenta relatório apresentado do PL 3722/12: http://on.fb.me/1K0t4Mi

—————————————————————————————————–

Voltaremos em breve com mais notícias aqui no Blog e Facebook da Az!
Até mais!

Anny Passos

O Mundo do Airsoft

AIRSOFT
Reuni nesse artigo um pouco de tudo que aprendi sobre o Airsoft. Tem muita informação bacana na internet, mas nem todas confiáveis. Por isso, para escrever esse artigo no blog, foi muito importante minha amizade com pessoas que adoram praticar o Airsoft, os que teêm time, as informações de grupos confiáveis do Facebook e principalmente da experiência que tive vivenciando o jogo!

AINDA NÃO CONHECE?
Airsoft é um jogo desportivo onde os jogadores participam de simulações de combate policial ou militar. Nesse esporte, são simuladas situações reais ou fictícias, buscando o máximo de realismo, e tem como base de tudo: a HONRA. No jogos de Airsoft não há ganhadores, mas sim, missões e objetivos a serem cumpridos!
Nos jogos, são utilizadas armas de pressão que disparam bolinhas de plástico (PVC) não letais, sem marcação ou tinta. São esferas de plástico especial, as munições BBs, com 6 mm de diâmetro e diversas gramaturas.
Além de ser um esporte que proporciona diversão, o Airsoft atualmente também é usado pelas forças Policiais e Militares para treinamentos devido a sua semelhança de peso e funcionalidade com as reais.

HISTÓRIA
Ao contrário do que muitos dizem por aí, o Airsoft não foi criado depois da Segunda Guerra para treinamento lá no Japão, pois antes disso já existiam as armas de festim e de espoleta para recreação e coleção. Com o tempo, surgiu a necessidade de algo mais próximo do real, pois o mercado americano, com seu mercado cinematográfico, era muito tentador para uma população que compartilhava basicamente da casta cultural dos Samurais. Não demorou muito tempo para surgirem as Airguns, na década de 60, aumentando o realismo tão esperado para as brincadeiras e diversão.
Sobre as primeiras armas de Airsoft projetadas para o jogo, conhecido no Japão como Survivor Game, eram de propulsão a gás, depois vieram as GBB (gás comprimido (CO2)) e, somente na década de 90, as AEG (elétricas). O desenvolvimento de todo esse mercado das armas de Airsoft tem um responsável: o engenheiro japonês Tanio Kobayashi, da antiga MGC. Graças à sua engenharia, com as armas elétricas, os jogadores tiveram mais autonomia no jogo. Surgiu o Hi-Cap, a possibilidade de encarar as baixas temperaturas, pois não existiam mais os cilindros para congelar, a duração do jogo era bem maior, e outras melhorias!
Abaixo, japonês Tanio Kobayashi:

Tokyo Kobayashi da MGC

Foto publicada por Takashi Nagato no grupo do facebook Airsoft Paraná (Oficial).

Nos dias de hoje, o Airsoft é um esporte popular nos países asiáticos, e já muito conhecido em todo o mundo. Podemos citar como evento de grandes proporções o Operação Irene, que acontece nos Estados Unidos, Operação Berget, na Europa, e Operação Fênix, aqui no Brasil.

No Brasil, esse esporte surgiu em 2003, sendo divulgado no Portal Airsoft Brasil, frequentado por poucas pessoas até então. Na sequência, após várias reuniões e muita persistência, passou a ser reconhecido pelo Ministério da Defesa do Exército Brasileiro.

LEGISLAÇÃO
Destaco abaixo os itens mais importantes que você precisa saber:

A venda de Airsoft no país é regulamentada pela Portaria-002 do Ministério da Defesa do Exército Brasileiro, através do Comando Logístico de 26 de Fevereiro de 2010. As armas de Airsoft são classificadas pelo Exército como “armas de pressão”, sejam elas por ação de mola ou ação de gás. Esta é a forma correta de se referir à sua arma de Airsoft: ARMA DE PRESSÃO.

Capítulo I / Seção II / Artigo 2°: Parágrafo único: Enquadram-se na definição de armas de pressão, para efeitos desta Portaria, os lançadores de projéteis de plástico maciços (Airsoft) e os lançadores de projéteis de plástico com tinta em seu interior (Paintball).
Capítulo III / Secão II / Artigo 11: As armas de pressão por ação de gás comprimido ou ação de mola tipo Airsoft fabricadas no país ou importadas devem apresentar uma marcação na extremidade do cano na cor laranja fluorescente ou vermelho “vivo” a fim de distingui-las das armas de fogo.
Capítulo III / Seção IV / Artigo 13 / 2°: O portador de arma de pressão por ação de mola de uso permitido deverá sempre conduzir comprovante de origem lícita do produto.
Capítulo III / Secão VI / Artigo 18: O adquirente da arma de pressão por gás comprimido deverá possuir no mínimo 18 anos de idade, de acordo com o disposto no art. 81 I, da Lei 8.069/90 (Estatuto da Criança e do Adolescente).

TIPOS DE JOGOS
O Airsoft tem duas vertentes: o For Fun e o Milsim (Military Simulation)

  • For Fun

É uma modalidade de jogo que busca apenas a diversão, sem muita exigência de táticas de seus participantes. Nesta modalidade, as munições são ilimitadas e não há muitas regras de combate, sendo elas, predominantemente de segurança e regras básicas do Airsoft. Pode ser um jogo do tipo “caça bandeiras”, “mata-mata” ou de missões simples. O For Fun é a modalidade mais comum em campos de Airsoft, ideal para iniciantes experimentar a adrenalina de um jogo.

  • Milsin RA (Real Action)

É uma modalidade de jogo que chega o mais próximo possível da realidade militar em táticas e regras de combate. Geralmente simulam missões de fatos reais ou fictícios, e o objetivo é que o praticante cumpra as missões estabelecidas e não o combate direto. Essa modalidade tem regras mais rígidas e controladas, como a quantidade de munição, regras médicas, tempo das missões, fardamento , entre outros.

ARMAMENTO
As armas para a prática do Airsoft são classificadas conforme a propulsão da seguinte forma:

  • Spring: as de molas;
    Algumas pistolas de mola spring não são as mais indicadas para jogos de Airsoft, pois são armas de ação manual por mola, ou seja, um tiro a cada acionamento manual. Com esse mecanismo, existem pistolas de qualidade inferior que não são as mais práticas para essa finalidade.  Mas mesmo com esse mecanismo mais simples, muitas delas são muito utilizadas em jogos e consideradas armas profissionais tão forte ou até mais que as elétricas: são as armas de mola Sniper e Calibre 12.
  • AEG e AEP: as elétricas;
    As armas elétricas são as mais indicadas para iniciar-se nos jogos, pois é só mirar e acionar o gatilho. Com bateria recarregável, elas podem disparar as BBs “tiro a tiro” ou “rajadas” no modo automático, – proporcionando maior dinamismo. As baterias que costumam vir nas armas são de Li-Po (proporciona um pouco mais de força) e Ni-Mh. A maioria delas são armas longas como M4, AK47, Hk416 e suas variantes, e a M249, que é uma arma de suporte.
    Geralmente os fuzis elétricos vem com magazine de 300 BB, mas para proporcionar um maior realismo, como por exemplo a troca mais frequente deles, jogadores do Milsin RA costumam utilizar de 8 a 10 magazines com capacidade de 30BB. Esse realismo vem com a necessidade dessas trocas de magazine!
  • GBB: as de gás comprimido (CO2);
    São em sua maioria pistolas, com um sistema que imita o recuo das armas de fogo. São as desejadas blowbackMas, para comprar uma arma dessas, é necessário ter Certificado de Registro (CR)!

EQUIPAMENTO DE SEGURANÇA OBRIGATÓRIO
O uso de óculos tático é obrigatório, pois se a munição BB atingir o olho de algum jogador pode machucar e causar problemas graves. O Strap também é importante, pois evita que o óculos caia e se perca durante o jogo. Sem certas precauções, o que é para ser divertido torna-se perigoso!

ACESSÓRIOS

  • No Milsim RA, a lanterna é um acessório importante, principalmente se for um jogo noturno e você precisar achar as coisas na mochila, passar a noite em acampamento, etc. Mas isso fica a critério de cada jogador!
  • Existem jogadores que preferem utilizar máscaras, pois se a munição BB bater no rosto pode machucar SIM. Já existem máscaras comercializadas especificamente para o uso de Airsoft, bem mais resistentes e eficientes, embora muitos ainda utilizem as máscaras de proteção do Paintball.
  • Rádio Comunicador também costuma ser utilizado para proporcionar uma comunicação entre os integrantes da mesma equipe.
  • O Speed Loader, carregador rápido, é muito importante para a recarga rápida e dinâmica de várias BBs ao mesmo tempo. Já pensou fazer a recarga manual, uma por uma?
  • A bandoleira também é importante, as vezes cansa carregar a arma, principalmente para iniciantes já no final do jogo!

PARANÁ
No Brasil, o Airsoft começou a ser divulgado em 2003 pelo Portal Airsoft Brasil, mas o Paraná foi pioneiro nesse jogo desportivo, veja só:

  • Fomos os primeiros a utilizar o Airsoft em simulações de combate.
  • Fundada em 26/01/2004 em Curitiba/PR, o GEAR (Grupo Especial de Ações Rápidas) é a primeira equipe de Airsoft do Brasil e referência nacional.
Foto: Grupo GEAR.

Foto: Grupo GEAR.

  • Foi aqui que tivemos o 1° Jogo:  Cinzas de Maio.
Foto: Revista Magnum.

Foto: Revista Magnum.

OPERAÇÃO FÊNIX

NUNCA!

  • Nunca mantenha o dedo no gatilho se não estiver prestes a atirar!
  • Nunca tire seus óculos de segurança, mesmo se ele estiver todo embaçado!
  • Nunca atire em algum jogador pelas costas quando estiver em curta distância. Se acontecer algum caso como esse: Renda-o! Talvez mais um toquinho nas costas seja o suficiente.
  • Jamais tente adaptar uma arma de Airsoft para ser utilizada como armas de fogo. Não dá!

CONCLUSÃO
O que eu posso resumir para você é que o Airsoft é um esporte de aventura, com simulações de batalha ou treinamento real de combate, movimentação, boa mira, estratégia, raciocínio, jogos com objetivos e muita adrenalina. Sem contar que é muito divertido, reúne os amigos e proporciona novas amizades! Mas não podemos esquecer de praticar com muita responsabilidade, conhecer e respeitar todas as regras que regem pelo bom andamento desse esporte. Infelizmente sempre haverão os que veem esse esporte negativamente e que só esperam uma oportunidade para prejudicar tudo que já foi conquistado.

A AZ DE ESPADAS E O AIRSOFT

A Az de Espadas é autorizada pelo Exército Brasileiro a vender pistola de Airsoft para o Brasil todo. O envio é feito somente via transportadora! Conheça nossos produtos no site: http://www.azdeespadas.com/categorias/airsoft

Bora Jogar! Tem muito campo bacana de Airsoft para reunir a galera!
Anny Passos

Consumo de bebida alcoólica e porte de arma de fogo

Aprovada restrição do consumo de álcool por portadores de armas de fogo em casas noturnas de Curitiba

Foto: www.defesa.org

Foi discutido e aprovado ontem (15/06/2015) na Câmara Municipal de Curitiba, um Projeto de Lei que trata da proibição do consumo de bebidas alcoólicas por pessoas que estejam portando armas de fogo. O Projeto de Lei propõem que, para os que entrarem portando armas de fogo em casa noturnas da cidade, assinem um Termo de Compromisso e adquiriram Comandas em cores diferenciadas, para que, possam identificar a permissão ou não da venda e consumo de bebidas alcoólicas.

O autor do Projeto, Felipe Braga Côrtes (PSDB), deixa claro que é a favor do porte de arma, desde que seja respeitado as condições já previstas no Estatuto do Desarmamento (Lei 10.826Decreto 5123/2004), que prevê a perda da eficácia do porte de arma quando em estado de embriaguez.
A ideia desse Projeto é potencializar a Lei Federal proibindo o consumo de álcool pelo portador de arma de fogo em estabelecimentos com aglomerações de pessoas.
O projeto foi aprovado ontem no substitutivo geral (031.00028.2015) com: 16 votos favoráveis, 6 contrários e 1 abstenção.

Abaixo alguns links com mais detalhes sobre o projeto e seu autor, e reportagens locais que, também retratam casos recentes e polêmicos que aconteceram na cidade.

http://bit.ly/1CbbzoW
http://bit.ly/1Gqrio1
http://bit.ly/1GK6zPe
http://bit.ly/1MI4F06

Saiba tudo sobre a sessão e aprovação aqui:

https://www.cmc.pr.gov.br/ass_det.php?not=24927

Confira_como_cada_vereador_votou_(031.00028.2015)_-_1_turno
A AZ DE ESPADAS QUER SABER SUA OPINIÃO.

DEIXE SEU COMENTÁRIO SOBRE ESSE ASSUNTO AQUI!

IV Etapa do Campeonato Paranaense de Tiro Prático

Aconteceu no Clube de Tiro de Ponta Grossa (PR) nos dias 25 e 26 de Abril, a 4° Etapa do Campeonato Paranaense de Tiro Prático (em conjunto com Santa Catarina) e desta vez com a parceria e apoio da loja Az de Espadas!

Logo Az de Espadas

Logo CTPG

 

 

 

Neste evento, além da realização da etapa do campeonato, houve a reinauguração de uma maior área de tiro, disponibilizando aos participantes um total de 8 box de 25x15m para IPSC, 1 box para Shotgun e uma linha de tiro de 100x15m para o tiro de precisão.
Total de Participantes:
IPSC (Tiro Prático): 129
Shotgun: 63
Silhueta Metálica: 71

Confira o Ranking:  http://bit.ly/1JXICky

Clube de Tiro Ponta Grossa

Clube de Tiro de Ponta Grossa

Parceria com Az de Espadas

Parceria com Az de Espadas

 

 

 

 

 

Além das melhorias do Clube, do show dos atletas, da presença dos visitantes e familiares, queremos destacar em especial a participação de:

Jaime Saldanha Junior
Tivemos a participação de um dos melhores do mundo, que sempre dá um show de técnica e habilidade. Ele foi o campeão da divisão Standard, mas não pontuou no ranking para não prejudicar os atiradores de PR e SC. Ele ocupa o 10° posição no ranking mundial de IPSC na categoria Standard, já ganhou 12 campeonatos Brasileiro e 2 campeonatos Panamericano.

Confira o Ranking Mundial na categoria Standard: www.ipscrating.com/standard

Jaime Saldanha Junior

Jaime Saldanha Junior

Jaime Saldanha Junior

Jaime Saldanha Junior

 

 

 

 

 

 

Nícolas Fiorini Oechsler
Daremos destaque a um garoto, ainda menor de idade, que quando completava sua prova deixava todos de boca aberta! Muito provável que todos pensassem a mesma coisa naquele momento: esse menino tem um belo futuro como atleta brasileiro de tiro! E que se mantenha centrado em sua jornada.

Nícolas Fiorini Oechsler

Na foto: Tania Fiorini Oechsler (mãe), Luane Vicentine (proprietária da Az de Espadas) e Nícolas Fiorini Oechsler (atleta do tiro).

 

Ladies
Não poderíamos deixar de citar e parabenizar à todas as mulheres que participaram e marcaram presença nesta etapa do campeonato: Luiza Bertolino, Jessica Carolin Almeida Mello, Fabiola Scotti, Juliana Schultz Lopes da Silva, Cristiane Maria Bertolin Polli, Isis Bertalha Yaegashi Maia, Monique Nunes Faure e Victoria Mendes.

Lady

A loja Az de Espadas, com o maior prazer, patrocinou esse evento e sorteou uma Carabina de Pressão Retay! O sortudo dessa vez foi o atleta Carlos Volpato de Cascavel/PR. PARABÉNS!

Carlos Volpato

Ganhador do sorteio: Carlos Volpato!

 

Voltaremos em breve com mais notícias!
Até mais!

PL 3722/2012 – Revogação do Estatuto do Desarmamento

 

 

Hoje, dia 26 de Novembro, é o dia em que uma comissão especial da Câmara dos Deputados estará em reunião para debater o Projeto de Lei 3722/2012 do Deputado Rogério Peninha Mendonça (PMDB-SC). Por isso, a Az de Espadas resolveu abrir esse espaço no blog para discutirmos juntos essa grande luta para fazer valer nossos direitos e postarmos as últimas noticias sobre a audiência pública.

 

Estatuto do Desarmamento 

O Estatuto do Desarmamento de 2003 (Lei 10.826/03) restringiu o porte e estabeleceu regras mais rigorosas para aquisição de armas de fogo. Para porte de armas, a Polícia Federal pode liberar somente quando a necessidade for comprovada, como ameaça de morte ou pela função exercida, e por tempo limitado. No caso de aquisição de arma de fogo, a idade mínima passou a ser de 25 anos.


Confira a legislação na íntegra AQUI.

PL 3722/2012

Proposto pelo Deputado Federal Rogério Peninha Mendonça (PMDB-SC), o PL3722/12 propõe a revogação do Estatuto do Desarmamento, substituindo-o por outro sistema de regulação de compra, posse e circulação de armas de fogo e munições no país.

Para Peninha, a legislação atual não reduziu os índices de criminalidade, pelo contrário, tem contribuído para elevar significativamente o índice de homicídios, desarmando o cidadão de bem e proporcionando cada vez mais a sensação de poder aos bandidos. Ele lembra também um fato importantíssimo, que foi a resposta da população brasileira ao referendo de 2005: 64% votaram pelo “sim” contra 36% que votaram pelo “não”.

Números do Mapa da Violência, edição 2012, mostra que dos vinte e sete estados brasileiros, os homicídios, depois da vigência do estatuto, cresceram em nada menos do que vinte. E, onde não aumentaram, possuem em comum o investimento na atuação policial, como os programas de repressão instaurados no Estado de São Paulo e a política de ocupação e pacificação do Rio de Janeiro, mas absolutamente nada relacionado a recolhimento de armas junto ao cidadão“, diz o Deputado Peninha.

O texto do Projeto de Lei estabelece aumento do tempo de vigência do registro de arma de fogo, redução da idade mínima de 25 para 21 anos para aquisição, maior facilidade da autorização para porte particular por civis (sem a necessidade de justificativa), o aumento no limite de armas e munições adquiridas anualmente por civis e alteração do código criminal para o porte.

O PL define também as condições para a compra:

– Ter no mínimo 21 anos;

– Apresentar documento de identidade, CPF e comprovante de residência;

– Ter atividade legal e não ter antecedentes criminais ou ser investigado pela polícia por qualquer crime;

– Ter feito curso básico de manuseio de armas e iniciação ao tiro;

– Estar em plano gozo das faculdades mentais, comprovado por atestado de um Profissional.

Oposição

Assim que foi confirmada a audiência, entidades desarmamentistas recomeçaram a propagar velhos argumentos que associam armas de fogo com violência, tentando sustentar dessa forma, a lei em vigência. Ivan Marques, diretor do Instituto Sou da Paz disse: “Corremos um grande risco de ver um projeto como o Estatuto do Desarmamento, que levou cinco anos de discussão, ser alterado por um projeto colocado para votação sem o menor cuidado e debate.” O Instituto também publicou, em nota, que o Estatuto do Desarmamento é uma das mais importantes leis para combater a violência no país.

O Governo Federal também é favorável à manutenção do estatuto, pois para Regina Mike, secretária nacional de Segurança Pública do Ministério da Justiça, o governo tem condições de trazer segurança à população, capacitando cada vez mais os agentes públicos com esse dever.

Mas percebemos que a realidade é outra. Não há efeitos positivos com essa legislação atual, onde houve uma redução de média de 90% em vendas de armas e um aumento representativo na taxa de homicídios. Ex.: 29 assassinatos a cada 100 mil habitantes, ou 56.337 casos em um único ano (2012).

Manifestações favoráveis

Todo esse barulho da oposição gerou uma forte resposta da população que luta contra o desarmamento, afinal, a maioria da população já é favoravelmente posicionada ao projeto de Lei do Deputado Peninha.

O PL 3722/12 lidera o ranking de manifestações favoráveis da população em canal de comunicação da Câmara dos Deputados, com base na Lei de Acesso a Informações (12.527/11).

A Câmara também promove enquetes pelo site, onde os cidadãos podem votar sobre temas de relevância nacional. Até o momento da publicação desse post, estamos com 173.170 votos (86,47%) a favor das novas regras para compra e circulação de armas de fogo e munições no Brasil.

Audiência Pública

Foram convidados para a audiência pública:

– Fernando Segóvia (Delegado da Polícia Federal)

– Salesio Nuhs (Presidente da Associação Nacional da Indústria de Armas e Munição)

– Bene Barbosa ( Especialista em Segurança Pública e Presidente do Movimento Viva Brasil)

– Fabrício Rebelo (Bacharel em Direito e pesquisador em Segurança Pública)

– Eduardo Bolsonaro (Deputado Federal)

– Paulo Martins (SBT – PR)

– Alberto Fraga (Deputado – DF)

– Lúcio Delfino (Advogado)

– Roberto Simões (Presidente da Federação da Agricultura e Pecuária de MG)

– Sérgio Ilha Moreira ( ex-deputado do Rio Grande do Sul)

– Lúcio Langeani (Instituto Sou da Paz)

– Um representante do Ministério da Justiça

*Todos estão convidados a comparecer no Plenário 11 do Anexo II da Câmara dos Deputados às 14h30.

 

A população quer respeito pela decisão que a maioria mostrou no referendo de 2005, em manter nosso direito de defesa! Queremos retomar nossos direitos e estamos muito perto disso, há grandes possibilidades de aprovação do PL 3722/12. Contamos com o apoio de todos!

 

Convite Audiencia_PL3722_12

 

Video

Az de Espadas em Reportagem sobre Compras de Arma de Fogo

O programa local Tribuna da Massa do Paraná, exibiu ontem (28/10/2014), uma reportagem muito completa sobre o processo de compra de armas de fogo legalmente.

Luane Vicentine, proprietária da Az de Espadas, foi procurada aqui na loja para auxiliar na explicação do passo a passo da aquisição de arma de fogo. Além disso, informa como andam os prazos, a média de processos aprovados, a dificuldade de conseguir o porte de arma e como a rígida burocracia faz com que muitos desistam dessa aquisição.

Bene Barbosa, presidente do Movimento Viva Brasil, também participou opinando sobre o Estatuto do Desarmamento que foi criado há mais de 10 anos, seus efeitos e conseqüências na sociedade.

 

 

10626447_562115333890677_2351304823447544872_n

International Practical Shooting Confederation (IPSC)

Encerrou-se neste domingo (19/10) o campeonato Mundial de IPSC, World Shoot XVII, que aconteceu na Flórida – USA.

O campeonato foi composto por 2 dias para inscrição e verificação de equipamento, 1 dia para cerimônia de abertura,  6 dias para as provas de tiro com 30 pistas e 1 dia para o encerramento e premiação.

Participaram desse mundial mais de 1.000 atletas representando mais de 80 países, e gostaríamos de parabenizar, em especial,  todos os atletas brasileiros que participaram do campeonato nos representando da melhor maneira possível. Principalmente porque, infelizmente, sabemos das dificuldades que existem em praticar o tiro esportivo aqui no Brasil. Estamos orgulhosos!

Saiba mais em: www.ipsc.org

O resultado você pode conferir em: worldshootusa.com/results